domingo, 1 de novembro de 2009

AMBIDESTRO


AMBIDESTRO

Não fui apenas ambidestro
Nas meigas formas de te amar.
Usei o meu ser para não fracassar.
Sim, porque até provoquei o sequestro!

Alucinante, apreendi o teu coração.
Seguro, levei-o comigo!
Tendo-o como âncora e fiel amigo.
Cobri-o com o manto da oração!

Ao nutri-lo com a incandescência
Da mais pura e sublime verdade,
O mesmo se tornou uma fortaleza!

Destarte, não haverá infelicidade.
Mas, a paixão em plena efervescência
De seres amáveis e repletos de beleza!
(José Bonifácio - 30 Dez 2008)

1 comentários:

ursinha disse...

A tempos eu não vinha aqui em seu cantinho,estou totalmente encantada de ver como ele esta lindo.
Bjs de Mel
ursinha